sábado, 16 de maio de 2015

Sua jornada

Amanheceu
Anoiteceu
Virou-se a página
E renasceu

Tempo que passa
De tantas graças
Sorrisos fartos
Profundas lágrimas

Amanheceu
Anoiteceu
Virou-se a página
E renasceu

Pra tantos laços
E nós desfeitos
Grandes abraços
Amor perfeito

Amanheceu
Anoiteceu
Virou-se a página
E renasceu

E na leitura
Muita emoção
Aprendizados
Ao coração

Amanheceu
Anoiteceu
Virou-se a página
E renasceu

Olhando a imagem
Eternizada
A alma segue
Sua jornada

Amanheceu
Anoiteceu
Voltou pra casa
E agradeceu!

Semente

Tudo tem um peso
Leveza
Força
Ou acaso

Ao cantar dos ventos
Dos pássaros
Em dias passados

Sob a luz da lua
Do sol
Das nuvens que movem

Somos a mistura
Da voz,
do silêncio que envolve.

Toda a criatura
Na dança da vida
Se encanta.

Tendo como lema
A entrega
Que embala a criança

E o colorido
Que existe
Só enxerga
Quem chora

Pois com a alma
Leve e tão límpida
A semente aflora!

Era uma vez

Era uma vez
Duas ou três
Faz tanto tempo
Que já nem sei
De tantos sonhos
Que já sonhei

Era uma vez
Duas ou três
Que durou pouco
Onde pisquei
e só me lembro
De alguns momentos

Era uma vez
Duas ou três
Foram sorrisos
Que abracei
Muitos ficaram
Outros se foram

Era uma vez
Duas ou três
O que importa
É a memória
onde o amor
eternizou a história

Era uma vez
Duas ou três
Ao que passou
Vamos agradecer
Ser feliz para sempre
É o destino do ser!

Castiçal

Acenda as velas
Todas elas
Sem distinção
Precisamos de luz
E oração
Não tenha medo
Não faça segredo
É necessário ser dia
Em tempos de escuridão

Abra seu coração
Há tantas almas
Em solidão
Não se conforme
Brilhe mais forte
Seja suporte
Um castiçal na multidão

Acenda o mistério
Do ser por completo
Junte-se a ele
e aprenda a viver
Acenda a esperança
Que brilha em você

Sempre unidas

Minha doce filhinha
Minha companheira
Minha amiga
Desde o início
Dividimos nossas vidas

Em meu ventre
Te sentia tão presente
Quando criança
Sempre alegre e sorridente

Já mais grandinha
De olhar doce e acolhedor
Trouxe a firmeza na mistura de uma flor

E hoje em passos tão suaves e marcantes
Encanta a todos ao vislumbrarem tão dançantes

E nesta melodia caminhamos
Nas piruetas que as emoções vão nos lançando
Na certeza que estaremos sempre unidas
No amor eterno de uma mãe com sua filha

Seu presente

Pare só um minuto
Pense no seu presente
Analise o milagre
Que estar vivo nos invade

Sinta em seu corpo
O constante movimento
É tão amplo e às vezes
Tão corriqueiro

Perceba a maravilha
Que é dançar sentindo o vento
Fazendo de todo passo
Um puro agradecimento

Poder abraçar o sol
Sentindo todo aconchego
Habitando e sendo habitado
Pelo amor que amou primeiro

Pense e abra um sorriso
Hoje ainda é tempo!

sábado, 9 de maio de 2015

Sem fim

Você se foi
E eu fiquei
Estranhamente estou
Sentindo-me ausente
Como se não houvesse
Mais o presente
E o lugar onde quisesse estar
Fosse bem longe daqui

Você se foi
E eu fiquei
Será mesmo
Que me despedi?
Aliás nunca haverá um adeus
Te sinto tão perto de mim!

Você se foi
E eu fiquei
Creio que subitamente
Um pedaço de mim
Lançou-se ao infinito
E agora toda a verdade
É conhecida, vislumbrada
Num encantamento sem fim

Você se foi
E eu fiquei
Não se preocupe
Preencheu-me com toda a sua vida
exemplo, doação, partilha.
Irei seguir corretamente a cartilha.
Para um dia, quando a saudade for confortada
Poder seguir a nova jornada
Renascendo contigo
Na eterna morada de Cristo!

Ao seu encontro

Indo ao seu encontro
Logo me recordo
De tantos momentos
Onde logo cedo
Era o seu rosto
O meu sol perfeito
Que aquecia o dia
Na nossa rotina
Num amor perfeito

Indo ao seu encontro
Mata a minha sede
De tantas saudades
Onde a noite inteira
Era iluminada
Pela lua cheia
Com suas estrelas
A ninar seu sono
Pela madrugada

Indo ao seu encontro
Fico a refletir
Como o amor
Nos mantém aqui
Pois não cabe dentro
Tem que expandir
Em lindas viagens
Para aquele abraço
Sempre nos unir