segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Um trato

Façamos um trato
Eu rezo por você
E você reza por mim!

Sejamos de fato
Instrumentos de amor
Em acordes sem fim!

Vivamos começos
Sempre a tempo pra tudo
Quando se quer construir!

 Acredite sem medo
Tudo é tão passageiro
Abrace pra ser feliz!

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Cifras de amor

O que sinto
Às vezes é labirinto
Às vezes caminho certo
Repleto e tão longínquo

O que penso
Às vezes é folha branca
Às vezes é melodia
Que canta enquanto rima

O que sou
De certo tem um motivo
Nas gerações que visito
Decifro cifras de amor

O que espero
É cumprir o meu destino
Sabendo que somos todos
Espelhos do Criador!

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Infinito

O tempo é coisa do mundo
Fora dele é tudo infinito
Vislumbrando nas flores os mistérios
Agradeço ao momento vivido!

A vida insiste ensinando
Que o amor liberta do pranto
E assim na leveza das horas
Nossa essência eternizamos!

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Interessante

Interessante tudo isso
Vive-se agarrado como vício
Em ilusões tão passageiras

Interessante tudo isso
Preocupam-se com coisas
E os seres ficam sem abrigo

Interessante tudo isso
Muitos estiveram neste mundo
E muitos nem serão reconhecidos

Interessante tudo isso
O que nos une é o amor
E só enxerga quem está vivo!

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Tão perto

Quando fui tão feliz
Foi simples e certo
Não estava longe meu afeto
Estava ali ao meu lado
Tão perto

Momento lá fora disperso
E dentro a paz do aconchego
Fazia-me lembrar do início
Onde só precisava estar junto
De minha mãe em seu útero
E assim estava completo.

E neste barulho do mundo
Que tenta afastar-nos da essência
Percebo o silêncio que abraça
E na proximidade que acalma
Renasço agradecendo a jornada!

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Afinal

Afinal
Quem sou eu
Se não ficarei aqui?

Afinal
Por que das lágrimas
Se é preciso sorrir?

Afinal
Qual o motivo
De tudo isso
Que vivenciamos aqui?

Afinal
Já que existo
Insisto

Em atitudes diárias
Ao partilhar minha fala
Pois sendo simples aceito
E no amor reconheço
Ser um divino instrumento

Afinal
É tudo tão passageiro!

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Justa medida

Somos chamados
À justa medida
Nem muito, nem pouco
Buscando harmonia

Somos o sal
E a luz que ilumina
Equilíbrio da mente
Na paz que sacia

Somos os leigos
Semeando os canteiros
Sonhando tão alto
Num mundo sem freios

Somos o sal
Somos a luz
A justa medida
Da cruz de Jesus!