quinta-feira, 12 de julho de 2018

Memória

Agradeço por tantas lembranças
Agradeço por tudo que tenho
Agradeço mesmo não sabendo
Quanta gratidão ainda cabe em meu peito

 Agradeço à memoria amiga
Que me faz refletir como um sonho
Revivendo os passos e tombos
Vou crescendo e nascendo de novo

E assim pela vida vivida
Quantas vidas entoam suas rimas
Caminhando escrevem suas histórias
Que no amor não serão esquecidas!

História de amor

Cada existência
É uma história de amor
Em cada sorriso
Vejo nascer uma flor
Cada escolha
Contem na alma a procura
De quem como criatura
Tem sede do Criador!

Cada história
Carrega em si esperanças
Semelhante
Ao abraçar das crianças
Que sendo livres
Transmitem sons de alegria
Pois seus ouvidos
Estão atentos a Maria!

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Maior presente

Onde você estava?
Para quem você sorria?
Seu olhar a quem fitava?
Sem você como eu vivia?

O tempo é uma melodia
 A vida uma sintonia
Depois que te conheci
Não sei o que é ser sozinha!

O passado ficou distante
O futuro a Deus pertence
O meu hoje é gratidão
Sua presença, o maior presente!

terça-feira, 26 de junho de 2018

Tão perto!

Procuras-me tão longe
E estou tão perto
Complicas o caminho
Ao vislumbrar distante
Bastando para tanto
Olhar-te por dentro
E ao silêncio intenso
Colocar-te orante!

Escutas tantas vozes
Ao dizer-te: ame!
Coloco em cada olhar
Um abraço constante
E mesmo ao nascer
De lágrimas doídas
Ainda não entendes
Estou aqui, me sigas!

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Instrumento

Quero escrever tanta coisa
Falando do que se passa
Mas como foi e não volta
Sinto um sorriso na alma

Algo que fala ao silêncio
Palavras de sentimentos
Como um vulcão que adormece
Na turbulência do tempo

Nada é eterno aqui
Tudo é tão passageiro
Que abraço a minha fé
E lá eu fico sem medo!

Quero viver só amando
Quero viver aprendendo
E na querência da vida
De Deus ser Seu instrumento!

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Vida Nova

Quando o tenho em meus braços
sinto a imensidade do mundo
Quando o tenho em meus braços
sinto a esperança florir

Quando o tenho em meus braços
O tempo abraça o infinito
Viajando no azul tão lindo
Que brota do seu olhar! 

Vivo agora sorrindo
Vivo agora tão leve
Agradecendo a Cristo
A vida nova que segue!

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Verbo infinito

Experimentando a vida
Permito-me vivê-la
Cada aroma de perto e longínquo
Lugares não caminhados
Tornam-se tão conhecidos
Aos olhos de quem bem sabe
Que não estamos sozinhos

Experimentando a vida
Agradeço ao tempo
Não o nosso, mas do silêncio
Que acolhe ao nascer pequeno
Trazendo consigo a grandeza
De reinventar cada letra
Do verbo infinito de amar

Experimentando a vida
Sigo as cifras da melodia
Que surgem ao sol raiar
Que canta alegre e festivo
Na luz que surge ao caminho
Iluminando os seres
Quando te vejo chegar!